domingo, 15 de abril de 2007

Fede, mas eu não cheiro

Nessas idas e vindas do dia-a-dia, encontramos figuras que esbanjam simpatia. Em contrapartida, não são todos que deveriam ser tão exuberantes no contato com o público.


Ontem eu passeava pelo shopping com um grupo de amigos até o ponto de não haver mais lojas para olhar vitrine e nem xongas para se fazer. Sentados em uma mesinha, começamos um papo animado, relembrando tempos remotos que não voltam nunca mais.


Ao que uma criatura se aproxima cambaleante. Sim, um mendigo meio desorientado entrou no antro do consumo (certamente sem um puto no bolso para se juntar à massa consumista) e andava exalando seu charme e, acreditem, seu cheiro. Pútrido, diga-se de passagem.


Não é que o sujeito olha para a minha face e vem na direção da mesa? Aí vem se aproximando e o aroma tornando-se cada vez mais espalhafatoso até que, finalmente, alardeia um sorriso maroto para cima dos presentes. Simpatia nota 10!


Como eu não ligo mesmo para as cagadas que a vida nos apronta, agi com a maior naturalidade que a situação poderia produzir. O mais misterioso era a forma arcaica de comunicação usada pelo indivíduo, por gestos, como Tarzan, filme mudo.


Em certo ponto da "conversa", ou "contato imediato", ele estende sua terrível mãozinha fétida para minha pessoa. Como mamãe disse para eu ser educado, o cumprimentei. Ele também promoveu sua educação para os outros, sorte das meninas que ele não se sentiu na obrigação de oferecer um beijinho de odor duvidoso. Simpático...


Mas não terminou assim, pois após perambular um pouco pelo saguão do cinema, ele voltou e eu, esperto que sou, olhei novamente. Ele fez tchau com a mão de longe e eu retornei o gesto, mas ele não se deu por contente e avizinhou-se uma última vez. Sabem pra quê? Me dar a mão para a despedida. Sem dúvida, houve outro aperto de patas. E sabe-se lá onde ele enfiou aquela mão antes.


Nojento, tchan!

9 comentários:

Odir Ricardo Brandão disse...

Ahuahauahua
Até os mendingos te amam, Elmão! Você tá com tudo hein! Ahuahua

Ah gostei do "Crônicas do cotidiano" ali em cima!! Flora!!

Abraçãooooooo

Anônimo disse...

Elmo, muitas vezes é melhor não saber onde a mão estava enfiada. Gostei muito dos seus textos. Vc é praticamente um Machado de Assis.

Bjs DRI

Amanda Lee Liu disse...

ELMINHO XUXU....

aaii como eu queria ter visto essa cena... huahuahuahua
parecia eu no show do aerosmith nos arredores do morumbi dançando com o pinguço ao som de AC/DC huahuauhauhauha

bjinhussss

Anônimo disse...

eeee Elmo amigo dos mendingos!!!
isso q é gente do povo!!
kkkkk
bjinhus

Rafael disse...

Huahuahua .. Elmo, amigo do povo, amigo do mendigo, amigo do sarnento, amigo de todos huahuahua .. lendo isso deu uma vontade de concretizar o projeto de escrever o nosso livro huahuauha .. fim de semana papiamos no MSN ..

Abraço

Joice disse...

oii Elmo
adorei a história do seu dia -dia com mendingo!!!!KKKk e tb adorei o filminho do you tube!! Fico puto!!kkkkk e da Frera!!kkkkkkkk
adoreiiiiiiiiiiiiiiii
Elmo vc é um Jornalista muito do doido!!kkkkkkk, mas continue assim p.q tá muito legal!hehehe
bjão te adoro muitãooooo

Denise Moura / CONTATO: denisejmoura@yahoo.com.br***** disse...

Pois é, a educação que mamãe deu as vezes pode trazer problemas. he, he, he!

Magda disse...

Elmo
Somos dois
Só atraímos doidos xD~
Ótimo comentário
PS: Caso você veja um louquinho com a camiseta do São Paulo, manda um bijo por mim !!!
uhauhaSUAhuaHSUAh
Kissus =***

Kelly disse...

Adorei, ELmo!

Seu humor é fino e desconcertante.
Se continuar assim estarie semrpe por aqui.

Valeu!